Petshop (11)2578-0305 | 94207-5043
Clínica Veterinária (11)5583-0390

Blog

É com grande satisfação que estamos divulgando para nossos clientes e amigos um programa de fidelização e promoção em nosso serviço de banho e tosa.

A qualidade continua a mesma, os profissionais estão conosco há mais de 20 anos, e estamos aprimorando sempre para oferecer o que tem de mais novo e conceituado no mercado.

Optando por um dos 3 pacotes, aquele que lhe atender da melhor forma possível, teremos o prazer em atendê-los.

Não hesite em ligar, nossas atendentes estão sempre à disposição!

111

Tel.: 2578-0305 ou 5583-0390 ou ainda via Whatsapp 94207- 5043

 

ATENÇÃO PARA A “DIROFILARIOSE ou VERME DO CORAÇÃO”

Caros Veterinários,  Amigos e Proprietários,  não deixem de fazer o uso de preventivo para a “Dirofilariose” ou “Verme do Coração”.

16388305_1225786607504900_3605510544363064158_n  16508139_1225786657504895_5872583723020447306_n

A doença é transmitida pela picada do pernilongo contaminado com filárias (larvas) que vem crescendo em incidência em todo litoral sul e norte (já endêmica desde Praia Grande em direção ao Vale do Ribeira e de Guarujá em direção à Ubatuba até o Rio de Janeiro).
As filárias no sangue,atingem o coração como órgão alvo para seu desenvolvimento, maturação e reprodução e então os vermes adultos passam a interferir na  circulação sanguínea, “entupindo” as artérias e causando insuficiência cardíaca congestiva.

Os casos desta doença estão aumentando numa velocidade acentuada na região litorânea, mas estão aparecendo alguns casos na Cidade de São Paulo.

Se o cão já morar em áreas endêmicas ou já for adulto, antes do uso de preventivo é importante realizar a SOROLOGIA. Nos casos positivos existe tratamento a longo prazo. E nos casos negativos, não deixem de iniciar imediatamente o tratamento preventivo para esta doença.

Existem, hoje em dia, no mercado, diversas formas de se prevenir a doença. Além disso a  prevenção é sempre mais barata, mais satisfatória e com maiores chances de sucesso do que a medicina curativa.

Consulte o seu médico Veterinário …

esporotricose esprotricosenão é uma doença causada por gatos. Ela é uma doença causada por um fungo chamado Sporothrix schenckii, que vive na terra e em vegetações espinhosas, conhecida, antigamente como a “doença do jardineiro”.

Os gatos adquirem a doença assim como os humanos e os cães. São apenas mais uma vítima dessa terrível doença. Isso assusta, pois se o número de abandono e maldade com gatos já era grande, com essas notícias divulgadas na mídia de forma inadequada e sensacionalista, isso pode aumentar muito. Gatos precisam estar contaminados com o fungo para manifestarem a doença. E só assim podem transmitir para humanos e outros mamíferos.

A doença já é endêmica no estado do Rio de Janeiro e a incidência vem aumentando muito no estado de São Paulo.

No entanto esporotricose tem tratamento e cura. Consulte seu veterinário. Se informe.
Espalhem isso, por favor!

esporotricose-2

Para agradecer e compartilhar a parceria de tantos anos em nosso serviço de Banho e Tosa, a partir de hoje, uma série de pacotes de fidelização de nossos clientes e amigos, oferecendo descontos financeiros ou mesmo serviços grátis de acordo com o pacote escolhido.

Esperamos assim poder manter nosso relacionamento, e trazer novos clientes para conhecer nosso serviço de Banho e tosa, através da satisfação e indicação de clientes e amigos.

 Qualquer dúvida, estamos à disposição e teremos o maior prazer em atendê-los.

Tel. 2578-0305 – 5583-0390 – 9-9402-5043

 

 

Convivendo com os animais desde cedo

Seu filho pede insistentemente um animalzinho de estimação e você tem dúvidas se atende ao pedido. Quer uma dica? Saiba que um animal de estimação ajudará no desenvolvimento emocional e social da criança.

Com um animal de estimação, o pequeno da família não mais terá poder total como tinha com seus brinquedos. Para cada atitude dela, o animal de estimação terá uma reação, atuando diretamente no processo de socialização da criança. Um animal necessita de cuidados e a criança precisa ter responsabilidades sobre eles. Essa responsabilidade depende da idade do menino ou menina e deverá ser orientada e estimulada por um adulto. Continue reading